Os poemas deste livro foram escritos em 2005, sem a pretensão de virem a ser publicados. Oito anos depois, eles ganharam uma edição e projeto gráfico especial feito por Sílvia Nastari.

 

Em 24 páginas, o livro reúne oito poemas de amor, escritos por Bruno Zeni.

Os textos foram compostos em linotipo

e impressos em tipografia. As ilustrações são clichês tipográficos que ao longo dos anos foram garimpados em gráficas

de São Paulo. Os livros encadernados e costurados à mão têm o formato de

10 x 15 cm, e o papel utilizado no miolo

é pólen bold 90. A capa é de papel vergê, com guarda em papel camurça, e a sobrecapa com o título e o nome do autor batidos à máquina em papel vegetal. 

 

A impressão foi realizada em dezembro de 2013 na gráfica Linotipadora Expressa, no bairro do Brás, e o acabamento foi realizado em janeiro de 2014 nas

Oficinas Gráficas Quelônio, na Pompeia, em São Paulo.

 

Bruno Zeni nasceu em Curitiba em 1975. É escritor, professor e editor. Doutor em Letras na USP, desenvolve pesquisa sobre a literatura urbana, a ficção em
São Paulo e os escritores João Antônio, Dalton Trevisan e Rubem Fonseca. 

É autor de Corpo a corpo com o concreto (Azougue Editorial, 2009), 

O fluxo silencioso das máquinas

(Ateliê Editorial, 2002) e Sobrevivente André du Rap (Labortexto Editorial, 

2002), este em parceria com
José André de Araújo. 

Show More

Formato: 105 x 150 mm

24 páginas