A Quelônio tem como proposta a publicação de livros de literatura brasileira contemporânea, tanto em prosa como em poesia. As obras têm tiragem limitada, em formatos especiais.

     

Projetos gráficos específicos são desenvolvidos para cada livro, com atenção especial ao diálogo entre imagem e texto, entre suporte material e concepção poética e narrativa.
 

A editora se inspira em formatos consagrados, como os folhetos, as volantes, a poesia visual, a arte postal, e também explora possibilidades atuais da relação entre fotografia e narrativa, como os fotolivros.                                          

 

Cada projeto da Quelônio apresenta um tipo diferente de impressão: linotipo, carimbo, serigrafia e tipografia. Além desses métodos tradicionais, a editora também faz uso de processos digitais de composição e impressão. Os livros contam com acabamento manual e são costurados à mão.

 

A editora foi criada em 2013 por Sílvia Nastari e Bruno Zeni.