O mundo mutilado / Prisca Agustoni

O mundo mutilado / Prisca Agustoni

O mundo mutilado reúne poemas em torno das migrações, sobretudo na Europa, mas conectado aos temas da diáspora negra, das imigrações para as Américas e dos deslocamentos, com reflexos na linguagem e na percepção artística. Os versos se concentram no drama contemporâneo das migrações, sobretudo no movimento recente, a partir de 2013, quando barcos cheios de pessoas fugindo do litoral norte-africano tentaram entrar na Europa pelas fronteiras marítimas do Mediterrâneo.

           São 53 poemas, divididos em seis partes: “A fera”, “Gente que parte”, “Antilíngua”, “Memória do inferno”, “Rosa dos ventos” e “Novo ensaio sobre a chegada”. As reflexões e as imagens poéticas ligadas aos dramas dos migrantes se adensam e extrapolam os limites dos acontecimentos históricos recentes para alcançar uma meditação sobre a condição do deslocamento e seus reflexos na linguagem e no encontro entre culturas.

          As influências da autora vão de poetas como Bertolt Brecht, Mariella Mehr, Agota Kristof e Sylvia Plath a pensadores como Pier Paolo Pasolini, Aimé Césaire, Dany Laferrière e Walter Benjamin. Sua poesia lança mão daquilo que a escritora alemã Herta Müller chamava de “olhar estrábico”: uma observação ligeiramente deslocada, um olho atento e crítico a cada uma das culturas que nos habitam.

A edição traz na capa e na contracapa (verso da capa) imagens da série Storni, da artista e tradutora suíça Anna Allenbach. A capa e o projeto gráfico do livro são da diretora de arte da Quelônio, Sílvia Nastari.

 

 

 

Prisca Agustoni é professora de literatura italiana e comparada na Universidade Federal de Juiz de Fora, Minas Gerais. Poeta, tradutora, participou de inúmeros festivais internacionais de poesia (Flip, FipLima, Babel, Poésie en Ville, BuchBasel, Festival Inter­national de Soleure, Journée littéraires de Bienne, Lieraturhaus Zurich) e sua obra já foi traduzida em inglês, alemão, romanche, espanhol, croata e macedônio. Escreve e publica sua obra direta­mente em português, espanhol, italiano e fran­cês, tendo publicações na Itália, Suíça, França e Portugal. Integra o comitê de organização do Fes­tival Internacional Chiasso Letteraria. Ganhou bolsa de criação literária da Fundação Suíça para a Cultura ProHelvetia, em 2013, cujo resultado é um livro de poemas que será publicado na Itália em 2021. Suas publicações mais recentes são Casa dos ossos (Macondo, 2017, semifinalista do Prêmio Oceanos) e L’ora zero (Gialla Lietocol­le, Italia, 2020).

 

 

Anna Allenbach é artista e tradutora. Em seu trabalho artístico, exposto em várias galerias suíças, lhe interessa a simbiose entre detalhe e sistema, como por exemplo a complexidade da singela fórmula H2Oou as coreografias que desenham no céu os bandos de pássaros (em particular os estornos, que inspiraram as imagens presentes no livro). Como tradutora do alemão, já tra­duziu para o italiano Peter Bichsel, Anna Kim e Noemi Lerch. Vive e trabalha em Mendrisio, Suíça italiana. Para saber mais sobre a artista, acesse: https://annaallenbach.tumblr.com/

  • O mundo mutilado

    Prisca Agustoni
    Gênero: Poesia
    Imagens: Anna Allenbach
    Capa e projeto gráfico: Sílvia Nastari
    Editora Quelônio
    ISBN: 978-65-87790-05-3
    Páginas: 128 pp.

R$44.00 Preço normal
R$33.00Preço promocional