Adão desdenha o Paraíso / Sidnei Xavier dos Santos

A poesia de Sidnei Xavier dos Santos combina dicção elevada e referências clássicas e contemporâneas — Homero, Aristóteles, Lucrécio, Dante, Camões, Raul Pompeia, Sophia de Mello Breyner Andresen. A visão irônica, porém, contempla com desencanto o mundo contemporâneo. Dividido em quatro partes — “A fábrica de aparências”, “Quando as deusas eram nuas”, “O desdém de Adão” e “Áurea filosofia dos cínicos” —, o livro faz uma investigação das possibilidades líricas nos dias atuais, no espaço conflagrado da grande cidade. Primeiro título da Coleção Valsa de Esquina, de novos autores da literatura brasileira, tanto em prosa como em poesia. Livro vencedor do prêmio Nascente (USP) 2016, na categoria texto. 

 

 

Edição e revisão Bruno Zeni

Capa e projeto gráfico Sílvia Nastari

Texto de orelha Bruno Zeni

Impressão Gráfica Pigma

  • Adão desdenha o Paraíso

    Sidnei Xavier dos Santos

    ISBN: 978-85-93229-15-2

    Coleção Valsa de Esquina v.1

    14 x 21 cm

    92 pp.

R$50.00Preço