Esta caixa comemorativa de 10 anos do projeto Pau na máquina reúne folhetos escritos e diagramados por Bruno Zeni. Entre 2001 e 2003, o escritor fez seis panfletos com textos experimentais chamados de "terrorismo literário". À época, enviou por correio esses "textos horríveis" a um mailing de artistas e intelectuais.

 

O próprio autor concebeu e realizou graficamente os panfletos, que se apropriam de formatos consagrados: folheto de cordel, capa de CD, santinho religioso, álbum de figurinha. Pau na máquina combina processos antigos de impressão e composição, como o paste up e o carimbo, com métodos digitais de reprodução como o xerox.

 

A caixa traz os panfletos originais,

um folheto inédito (Proteja-se) e uma apresentação do autor, escrita especialmente para esta edição de colecionador. Esta edição comemorativa contou com a colaboração de Sílvia Nastari.

 

 

Bruno Zeni nasceu em Curitiba em 1975. É escritor, professor e editor. Doutor em Letras na USP, desenvolve pesquisa sobre a literatura urbana, a ficção em São Paulo e os escritores João Antônio, Dalton Trevisan e Rubem Fonseca. 

É autor de Corpo a corpo com o concreto (Azougue Editorial, 2009), 

O fluxo silencioso das máquinas

(Ateliê Editorial, 2002) e Sobrevivente André du Rap (Labortexto Editorial, 

2002), este em parceria com José André de Araújo. 
 

Formato da caixa: 160 x 225 mm

7 folhetos + apresentação do autor

Show More

Formato da caixa: 160 x 225 mm

7 folhetos + apresentação do autor